Ejaculação Precoce

 

EJACULAÇÃO PRECOCE TEM CURA

A Ejaculação Precoce (EP) ou Rápida é a disfunção sexual mais comum no sexo masculino. Pesquisas apontam que entre 30% e 70% dos homens sofram desse problema, podendo restringir de forma intensa a vida sexual do casal e ser causa de grande frustração para ambos os parceiros.

Muito se especulou sobre o tempo que o homem seria capaz de manter a relação sexual antes de ejacular para diagnosticar a Ejaculação Precoce. Hoje se sabe que o problema não está relacionado com o tempo e sim com a incapacidade de controlar voluntariamente a ejaculação.

Mais de 90% dos casos estão relacionados a questões emocionais, principalmente à ansiedade. O Ejaculador Precoce sente-se inadequado sexualmente e culpado pela privação de prazer da parceira. Como decorrência pode surgir diversos conflitos e sentimento de rejeição entre o casal.

Apesar de ser um problema muito frequente, certamente o assunto Ejaculação Precoce não é abordado em uma roda de amigos, por exemplo, fazendo com que os homens desconheçam verdadeiramente seu problema, sintam-se sozinhos, frustrados e envergonhados. Esse tabu é o que torna a busca por ajuda o passo mais difícil do tratamento.

Porém, a boa notícia é que a Ejaculação Precoce é tratável e seu prognóstico é excelente.

A Psicoterapia Sexual desenvolve no paciente a capacidade de tolerar períodos prolongados de excitação antes de um término repentino. Fatores emocionais como tensão e ansiedade impossibilitam a percepção clara das sensações que antecedem o orgasmo, levando ao término do encontro sexual antes do desejado. Além das sessões terapêuticas, tarefas e exercícios são indicados com o objetivo de colocar o homem em contato com suas sensações pré-orgásmicas, levando-o ao controle da ejaculação.

A cura permanente é muito frequente com o tratamento psicoterápico, desde que haja engajamento no que é estabelecido com o terapeuta, já que o grande responsável pelo processo é o próprio paciente.